Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 28 de junho de 2011

INDISCIPLINA - um sistema para enfrentar o problema

Os problemas de indisciplina na escola afetam bastante a parte pedagógica e o trabalho do coordenador. Sendo assim, mesmo essa função não estando vinculada ao coordenador, é frequente que ele tenha que tratar disso. Pensando nisso, e na superação deste problema, criamos em conjunto com a equipe gestora e o corpo docente uma sistema para lidar com indisciplina, descrito abaixo:

  • As ocorrências coriqueiras, como alunos que não trazem o material, ficam jogando aviãozinho ou andando pela sala devem ser registradas no DIARIO DE CLASSE, no campo 11 - "Generalidades". Para agilizar este tipo de registro propomos a tabela de advertências abaixo:
  •                          1- Desrespeito verbal ao professor                 6- Aluno foi dispensado
                            2- Desrespeito verbal ao colega                        7- Saiu da sala e não voltou
                            3- Não Realiza as atividades                              8- A CRITÉRIO DO PROFESSOR
                            4- Atrapalha a aula                                                9- A CRITÉRIO DO PROFESSOR
                            5- Agressão Física ao colega                             10- A CRITÉRIO DO PROFESSOR 
    Assim o professor registrara as ocorrências conforme o exemplo abaixo:
                      Data                                Ocorrência(s)                               Envolvido(s)                                 Assinatura(s)
    EX:          02/08                                    3, 4                                               João e José                                         João, José
    (Este exemplo quer dizer que os alunos João e José não estavam realizando as atividades e atrapalhando a aula, e vale como uma advertência por escrito) 

    Depois, criamos o Livro de Ocorrências, um caderno para cada sala no qual são registradas as ocorrências mais graves e os casos de reincidência nos mesmos moldes da advertência do DIÁRIO DE CLASSE. Inicialmente o caderno vem em branco, sendo que cada aluno que cometer alguma infração dentro dos parâmetros do Livro de Ocorrências ganhará uma folha, onde serão registradas todas as suas ocorrências até o final do ano. 
    Além disso, a primeira folha do caderno é destinada a um indice onde quem for registrar a ocorrência poderá localizar se o aluno já tem uma ficha aberta ou em qual página ela está. Assim fica fácil para todos que utilizarem o caderno: O Professor quando requisitá-lo, A direção quando precisar mostrar para os pais o que o filho tem feito e, quando a escola tiver, o professor Mediador que o utilizará para entrar em contato com os alunos indisciplinados para conscientizá-los.
    Outro ponto forte do Livro de Ocorrências é que através de um levantamento dos dados nele podemos saber quais são as salas e os alunos  mais indisciplinados, as ocorrências mais comuns, os professores que mais requisitam o livro, além de poder fazer um acompanhamento bimestre a bimestre da indisciplina para direcionar ações.
    Por fim, durante as reuniões de pais, os responsáveis pelos alunos deverão tomar ciência das ocorrências que os envolvem e assinar, para que, caso a escola precise tomar medidas mais drásticas possa ter um registro da comunicação dos fatos. 

    Fica a dica, quem quiser mais informações entre em contato pelo e-mail do blog.

    Prof. Coord. Thiago T. de Souza


    PS:Uma preocupação que a Equipe gestora deve ter é com a conscientização dos professores quanto ao uso do Livro de Ocorrências, para que este não vire uma "muleta" e assim seja banalizado pelos alunos e assim perca seu "peso disciplinador"

Um comentário:

marta disse...

oLá Thiago, estou pesquisando registros de como elaborar uma ficha de ocorrência disciplinar, dei uma olhada no seu blog, gostei do que mencionou, na questão de conscientização dos professores quanto ao uso correto desse material. Gostaria de saber se você tem uma ficha como modelo, pois estou elaborando uma através dessa pesquisa.
Grata pela colaboração.